NOVEMBRO AZUL

NOVEMBRO AZUL

O evento Novembro Azul deste ano trouxe boas notícias: testes genéticos e vigilância ativa são duas novidades que os especialistas estão usando para evitar que pacientes sejam submetidos à cirurgia de câncer de próstata.

 

Revisão O câncer de próstata (CaP) é o segundo tumor mais comum em homens. Com 1,4 milhão de casos em todo o mundo em 2020, a doença é a quinta principal causa de morte em homens, matando quase 375 mil pessoas nesse período. No Brasil, cerca de 65 mil novos casos foram diagnosticados naquele mesmo ano, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA).

 

AMM reforça importância da campanha “Novembro azul” de combate ao câncer de  próstata - Portal AMM

 

Mas calma, Fernando Croitor, urologista, formado pela Universidade Paulista, pós-graduando e membro nominal da Sociedade Brasileira de Urologia, explicou em entrevista ao Só Notícia Boa que hoje em dia, nem todos os casos são Todos requerem cirurgia ou quimioterapia.

 

O que é Vigilância Ativa?

 

Ele explicou: “A vigilância ativa envolve o monitoramento regular do paciente com testes de PSA e biópsias seriadas, e apenas tratamento definitivo, cirurgia ou radiação se a doença estiver progredindo. Isso evitará expor o paciente a riscos de tratamento sem aumentar o risco de câncer de próstata. taxa de mortalidade”, alertou.

 

Os urologistas sabem que, embora o teste de PSA (criado na década de 1980) seja uma excelente ferramenta para diagnosticar o câncer de próstata, ele apresenta algumas limitações. Sabendo disso, novos testes que vão desde novos biomarcadores até exames de imagem foram desenvolvidos para melhorar o diagnóstico.

 

Novembro Azul. O homem também precisa se cuidar - Câmara de Vereadores de  Braço do Trombudo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *